SÃO PAULO

(11) 3017-8700

rca@rcaturismo.com.br

CAMPINAS

(19) 3734-2162

rcacampinas@rcaturismo.com.br

RECIFE

(81) 3092-8700

rcarecife@rcaturismo.com.br

BELO HORIZONTE

(31) 3227-7522

rcabh@rcaturismo.com.br

CURITIBA

(41) 3222-6400 

rcacuritiba@rcaturismo.com.br

RIO DE JANEIRO

(21) 2507-0907

rca.rio@rcaturismo.com.br

BRASÍLIA

(61) 3225-5109

rcabrasilia@rcaturismo.com.br

PORTO ALEGRE

(51) 3072-1086

rcaportoalegre@rcaturismo.com.br

FALE CONOSCO

// INTERCÂMBIO EM MUNIQUE

Aos pés das montanhas que se esparramam até a Áustria, Munique é a capital da Baviera e a cidade mais importante do Sul da Alemanha. Berço da famosa Oktoberfest, que não acontece exatamente em outubro, é repleta de estabelecimentos que estimulam a adoração à cerveja: cerca de 400 bierkellers (pubs fechados) e biergartens (bares ao ar livre).

Seus museus incríveis, palácios monumentais e monumentos históricos transportam o visitante a diferentes momentos da história alemã. A cidade ainda tem uma das melhores qualidades de vida da Europa. Apesar de sempre limpa, acolhedora e toda certinha, tem sua dose de excentricidade: em que outra cidade do mundo é possível descobrir surfistas curtindo ondas no rio de um parque urbano? Em Munique isso acontece.

A Marienplatz, uma das principais praças de Munique, pode ser o ponto de partida para explorar a capital da Baviera. Na Idade Média era o centro da vida comercial e abrigava um grande mercado. Hoje a praça conserva a coluna de Santa Maria (1623) e a Neues Rathaus (a nova prefeitura), um imponente edifício em estilo neogótico cuja fachada exibe vários governantes bávaros e figuras mitológicas. Muita gente para em frente ao prédio por um motivo: o Glockenspiel, um relógio com um jogo de sinos na fachada principal. Por mais de dez minutos, às 11h, 12h e 17h, o relógio começa a tocar música, enquanto bonecos dançantes de madeira saem de dentro da engenhoca. Tais bonecos são personagens que, nesses poucos minutos, contam um pouco de dois momentos importantes da história da cidade de Munique.

No outro lado da Marienplatz, esta a Altes Rathaus (antiga sede da prefeitura) e a Talbruktor, a maior torre da cidade. Nas imediações, a igreja Frauenkirche impera maravilhosa, como uma das maiores estruturas góticas do Sul da Alemanha. Nas andanças pela cidade, quem curte turismo religioso vai descobrir mais uma bela igreja: a Michaelskirche, construída por William V, duque da Bavária, no século 16, como marco da contrarreforma. Seu estilo renascentista exerceu enorme influência na arquitetura barroca do Sul da Alemanha. Guarda as tumbas de importantes personagens da história da Baviera, como o príncipe Maximiliano I (1597-1623) e os reis Luís II (1864-1886) e Oto (1886-1913). E enquanto se explora a cidade, é uma boa ideia passar pelo Englischer Garten, um dos mais bonitos parques urbanos do mundo. Lá, a forte correnteza artificial que agita o rio Isar, que corta o parque, atrai surfistas, windsurfistas e provoca até competições. Quer coisa mais legal que essa em uma cidade que fica a 700 km longe do mar?

Outro espaço importante da cidade é a praça Königsplatz que, durante a Segunda Guerra Mundial, serviu de palco para comícios inflamados de Hitler e Mussolini. Apesar da história infeliz, preserva belíssimos monumentos e alguns dos museus mais importantes de Munique. Estão lá a Alte Pinakothek, a Nueue Pinakothek, por exemplo. A Alte Pinakothek tem um dos mais importantes acervos do mundo. Abrange desde a pintura antiga alemã até as aspirações neoclássicas da arte francesa, passando pelo renascimento italiano e pelo Século de Ouro espanhol.

Há telas assinadas por Goya, El Greco, Tintoretto, Rembrandt, Velázquez, Da Vinci e o maior conjunto no mundo de obras de Peter Paul Rubens. A Nueue Pinakothek acolhe cerca de 400 pinturas e esculturas do século 19. Estão lá obras-primas do romantismo germânico e do impressionismo francês, como os girassóis de Van Gogh, naturezas-mortas de Cézanne, Vista sobre Montmartre, de Renoir, O Nascimento, de Gauguin, e A Ponte sobre o Sena em Argenteuil, de Monet.

Para os amantes das histórias com reis e rainhas é indispensável ir ao palácio Nymphenburg. Antiga casa de verão dos reis da Baviera foi erguida no século 17 a mando do príncipe Fernando Maria e sua esposa Henriqueta Adelaide de Saboia após o nascimento do filho Maximiliano II Emanuel. Magníficos jardins e afrescos fantásticos fazem a alegria de quem o visita. Munique ainda tem o Residenz, lar permanente da antiga família real.
 

Gostou? Confira as opções de intercâmbio que a RCA te oferece na cidade.

// ESCOLHA UMA ESCOLA

1/1
germany.png